ÁFRICA/EGITO - Estudantes cristãos em Al-Azhar? “Primeiro eles devem memorizar o Alcorão”

Sexta, 10 Março 2017 universidade   islã   instrução   diálogo  

arabpress

Cairo (Agência Fides) - Não existem requisitos jurídicos que impedem um cristão de se inscrever na Universidade Islâmica de Al Azhar. Mas esta norma é destinada a ficar no papel, sobretudo porque a eventual entrada de um estudante cristão na prestigiosa instituição acadêmica sunita pressupõe da parte dele uma familiaridade com o Alcorão de fato impraticável por aqueles não pertencem ao Umma Mohammad. Esta é a síntese das discussões acaloradas verificadas nestes dias no Egito, depois de o deputado Mohammed Abu Hamed ter anunciado a intenção de apresentar um projeto de lei para permitir aos cristãos de frequentar cursos e obter os títulos de estudos em Al Azhar, principal centro teológico e acadêmico do Islã sunita.
De acordo com Ahmed Hosni, Presidente em exercício da Universidade, os cristãos que desejam realizar estudos na instituição acadêmica islâmica devem primeiro saber de cor grande parte do Alcorão. Também o xeique Abbas Schumann, Secretário de al-Azhar, salientou que os estudos e cursos realizados na Universidade “não são adequados aos cristãos”, porque pressupõem como requisito de admissão o conhecimento aprofundado e também a memorização de grandes seções do livro sagrado do Islã. O Professor Abdel Fuad, Decano da Faculdade de estudos islâmicos, rejeita, porém, toda a discussão como uma provocação inútil, num momento que seria recomendado evitar qualquer pretexto para novos conflitos sectários, simplesmente porque os cristãos egípcios não mostraram nenhuma intenção de se matricular na Universidade de al Azhar. (GV) (Agência Fides 10/3/2017)



Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network