ÁSIA/SÍRIA - O Patriarcado sírio-ortodoxo criará uma Universidade na província de Hassakè para oferecer novas chances aos jovens sírios

Sexta, 10 Março 2017 universidade   instrução   igrejas orientais   pobreza  

islamic commentary

Qamishli (Agência Fides) – Terça-feira, 7 de março, o Conselho dos Ministros da República árabe da Síria confirmou, definitivamente, o decreto que concede ao Patriarcado sírio-ortodoxo de Antioquia o aval para construir uma Universidade particular, a Akhtal Private International University, em Qamishli, na província de Hassakè, noroeste da Síria. A Universidade, intitulada ao poeta árabe-cristão sírio-ortodoxo Akhtal al Kabir, pertencente à tribo mesopotâmica dos Taghlib, que viveu entre o sétimo e o oitavo século, terá uma sucursal na aldeia de Maarat Saidnaya, onde se encontra o mosteiro de Sant'Efrem, sede do Patriarcado sírio-ortodoxo.
O Patriarcado expressou felicitações e gratidão pela concessão definitiva da licença para a construção da Universidade, cujo pedido foi submetido às autoridades sírias antes do início do conflito pelo precedente patriarca Mor Ignatius Zakka I Iwas, falecido em 21 de março de 2014. A tragédia que vem ocorrendo na Síria há alguns anos impediu o procedimento para a realização do projeto, que agora se reinicia e se insere como contribuição na reconstrução do país, devastado pela guerra. O Patriarcado sírio-ortodoxo, por meio de seus canais oficiais, explica ter escolhido a província de Hassakè como sede da futura Universidade para favorecer o desenvolvimento cultural, social e econômico daquela região e para oferecer às jovens gerações daquela área a possibilidade de obter uma formação profissional qualificada, ampliando suas chances de encontrar empregos decentes e tentando combater a fuga dos jovens da Síria. Oportunidades de qualificação acadêmica e profissional – informam fontes do Patriarcado à Agência Fides – serão reservadas também a jovens de faixas sociais mais vulneráveis e atingidas pelos efeitos da guerra, abrindo também a estes perspectiva de resgate social. (GV) (Agência Fides 10/3/217).


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network