ÁFRICA/EGITO - O Presidente egípcio al Sisi encontra os patriarcas caldeu e maronita: enraizar o princípio de cidadania em todos os países árabes

Sexta, 3 Março 2017 igrejas orientais   diálogo   extremismo   política internacional  

ankawa.com

Cairo (Agência Fides) – Os líderes religiosos, na atual fase histórica, têm um papel fundamental em difundir em todos os países árabes o princípio de cidadania e refutar as intepretações falsas dos Livros sagrados e dos ensinamentos religiosos usados por organizações extremistas e terroristas como instrumento ideológico de seus projetos de poder. Assim o Presidente egípcio Abdel Fattah al Sisi evocou as suas já conhecidas considerações sobre a necessidade de “renovar o discurso religioso” no Oriente Médio como antídoto aos conflitos de matriz sectária que abalam amplas áreas do Oriente Médio. E o fez recebendo na quinta-feira, 2 de março, no Cairo o Patriarca maronita, Bechara Boutros Rai, e o Patriarca caldeu, Louis Raphael I Sako, ambos em visita ao Cairo para participar da Conferência sobre “liberdade, cidadania, diversidade e integração”, congresso organizado no Cairo pela Universidade sunita de al Azhar e pelo Conselho dos sábios muçulmanos (organismo com sede em Abu Dhabi) (veja Agência Fides 2/3/2017).
Durante os colóquios com os dois patriarcas católicos orientais, o Presidente al Sisi, referindo-se à situação egípcia, disse não identificar os muçulmanos e os cristãos egípcios como expoentes de uma “maioria” e de uma “minoria” religiosa, destacando a necessidade de que todos os membros da nação egípcia sejam tratados sem discriminações explícitas ou ocultas, no respeito da plena igualdade fundada no princípio de cidadania. (GV) (Agência Fides 3/3/2017).


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network