ÁSIA/IRAQUE - No novo projeto de lei sobre o Parlamento, uma cadeira a mais reservado aos cristãos

Quarta, 22 Fevereiro 2017 eleições   política   minorias religiosas   oriente médio   igrejas orientais  

ankawa.com

Bagdá (Agência Fides) – Um projeto de lei para rever a distribuição das cadeiras da Câmara dos representantes entre as diversas circunscrições eleitorais iraquianas, publicado pelas instituições parlamentares competentes na segunda-feira, 20 de fevereiro, prevê também o aumento de cadeiras reservadas às minorias cristãs, que passariam de cinco para seis, com o acréscimo de uma cadeira reservada aos cristãos armênios na capital, Bagdá. As cadeiras da nova Assembleia parlamentar, segundo o projeto a ser submetido ao debate político, passariam de 325 para 328, com 318 destes distribuídos entre as várias províncias com base nos confins administrativos. Sabei, mandei e yazidi teriam no novo Parlamento uma só cadeira garantida para cada uma das três minorias.
Entretanto, o Patriarca caldeu Louis Raphael I Sako, encontrando domingo, 19 de fevereiro, em Erbil, alguns renomados representantes da Liga Caldeia, renovou o apelo para a promoção de processos de reconciliação e cooperação entre todas as componentes sociais, étnicas e religiosas presentes no Iraque, evitando transformar também as referências à pertença religiosa dos cristãos em pretexto para acentuar as alas sectárias que continuam a ameaçar a unidade do país. (GV) (Agência Fides 22/2/2017).


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network