ÁSIA/PAQUISTÃO - Censo nacional: uma oportunidade para o futuro das minorias religiosas

Sábado, 18 Fevereiro 2017 cristianismo   minorias religiosas   política   sociedade civil   igrejas locais   pastoral   desenvolvimento  

Karachi (Agência Fides) – Os agentes pastorais das Igrejas cristãs serão cruciais para promover a conscientização sobre a importância do censo que será realizado no Paquistão no próximo mês de março. “É necessário fazer um passo avante para unir toda a população dos batizados, sem qualquer distinção de confissão, envolvendo cada agente pastoral, a partir dos bispos até párocos e catequistas, para obter os números corretos sobre nossas comunidades cristãs”, disse à Agência Fides o Arcebispo Joseph Coutts, que guia a Arquidiocese católica de Karachi.
Nos dias passados, a Igreja católica reuniu os seus agentes pastorais com os da Igreja anglicana do Paquistão, guiada em Karachi pelo bispo Sadiq Daniel.
Todos concordaram com o fato que “o censo de 2017 é muito importante para a comunidade cristã, não apenas para o nosso desenvolvimento, mas também para nossos direitos”. Ambas as Igrejas decidiram lançar uma campanha de sensibilização que começará com as celebrações litúrgicas dominicais e se estenderá a todos os eventos eclesiais.
Nesta ótica, Anthony Naveed, assistente especial para a harmonia inter-religiosa do ministro da província de Sindh, ofereceu a disponibilidade de promover seminários específicos para informar e instruir todos os agentes pastorais sobre o procedimento para participar ativamente do censo de 2017. Naveed iniciou a explicar aos participantes alguns procedimentos pedindo às famílias cristãs que preparem os documentos necessários para responder ao censo. “Será um momento importante para nós, cristãos: poderemos ser reconhecidos por nossos números reais. Este censo poderá determinar o nosso futuro”, disse.
Alguns recordaram a questão da representação política das minorias. Zahid Farooq, assistente social cristão, disse: “Na primeira assembleia nacional, na época da fundação do Paquistão, havia 145 cadeiras, das quais 10 reservadas às minorias; agora, as cadeiras são 342, mas as cadeiras para as minorias não aumentaram, continuam 10”.
Em dezembro de 2016, a Corte Suprema do Paquistão ordenou ao governo de realizar o sexto censo no país em março de 2017. A operação será feita em duas fases: a primeira de 15 de março a 14 de abril; a segunda de 25 de abril a 24 de maio.
O quarto censo se realizou em 1998, e o sucessivo em 2008. Segundo dados de cerca de dez anos atrás – que devem ser atualizados – as minorias religiosas no Paquistão representavam 2,8% da população, incluindo hindus, cristãos, siques, parsis, judeus e outros grupos. (PA-AG Agência Fides 18/9/2016)



Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network
cristianismo


minorias religiosas


política


sociedade civil


igrejas locais


pastoral


desenvolvimento