ÁFRICA/RD CONGO - “Violências inimagináveis contra os civis” denuncia o Bispo de Luiza

Segunda, 13 Fevereiro 2017 violência   grupos armados   bispos  

Kinshasa (Agência Fides)- “Foram cometidas violências incríveis e atrocidades inimagináveis contra tranquilos cidadãos”, afirma em comunicado enviado à Agência Fides Dom Felicien Mwanama Galumbulula, Bispo de Luiza, na província de Kasai Central, na República Democrática do Congo, onde há dias militares e milicianos do falecido chefe tribal Kamwina Nsapu estão combatendo.
“Nos confrontos entre milicianos e militares, disseram-me que houve mortos, principalmente em Ngwema e Mubinza” afirma Dom Galumbulula, que interrompeu a viagem que estava realizando com uma delegação de Bispos na Europa para retornar imediatamente à sua diocese. “O balanço exato é difícil de se estabelecer, neste momento, mas foram cometidas violências incríveis e atrocidades inimagináveis contra tranquilos cidadãos. A população está sendo alvo de psicose, ao ponto que é impossível neste momento organizar os funerais”.
“As paróquias de Mubinza, Ngwema, Lubi, Kamponde, Mikele estão chocadas”, prossegue o Bispo. “Algumas foram abandonadas e outras saqueadas”. As mais abaladas pelas violências são Ngwema e Mubinza, cujos padres “tiveram que caminhar dia e noite para encontrar abrigo em outra área”.
No dia 11 de fevereiro, a ONU expressou “inquietude” pelas violências em Kasai Central que teriam provocado nos últimos dias pelo menos 50 mortos somente na província de Tshimbulu. (L.M.) (Agência Fides 13/2/2017)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network