ÁFRICA/RD CONGO - “O acordo seja assinado o até o dia 28, caso contrário nada feito”, adverte Dom Ambongo

Terça, 24 Janeiro 2017 bispos   política  

Kinshasa (Agência Fides) – Até o dia 28 de janeiro deverá ser assinado o acordo de atuação do pacto alcançado em 31 de dezembro de 2016 entre maioria e oposição na República Democrática do Congo, advertem os Bispos congoleses, que continuam a mediar entre as partes para resolver a grave crise política e institucional no país.
“Estamos para perder um mês na organização das eleições. O acordo deveria ser aplicado já a partir de sua assinatura”, afirmou Dom Fridolin Ambongo Besungu, Arcebispo de Mbandaka-Bikoro e Vice-Presidente da Conferência Episcopal. “Nós partimos no dia 29 de janeiro para Genebra. Se até sábado, 28, o acordo não for assinado, nada feito”. Dom Mons. Ambongo criticou “a má-fé dos políticos” que “põe em dura prova a nossa paciência de pastores”.
O chamado “Acordo de São Silvestre”, obtido no dia 31 de dezembro de 2016 com a mediação da local Conferência Episcopal (CENCO), prevê o prosseguimento no poder do Presidente Joseph Kabila por mais um ano (seu mandato expirou em 20 de dezembro), a nomeação de ume Premiê designado pela oposição e a criação de um Conselho nacional de vigilância do acordo e do processo eleitoral (Conseil national de suivi de l’accord et du processus électoral CNSAP) dirigido pelo histórico opositor Étienne Tshisekedi.
Os quesitos mais discutidos se referem à nomeação do Primeiro Ministro, de seus Vices e dos componentes do Conselho nacional de vigilância. Existem divisões seja no âmbito do amplo leque da oposição seja como este e a maioria presidencial. (L.M.) (Agência Fides 24/1/2017)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network