AMÉRICA/PERU - Os Bispos sobre o novo programa de educação pública

Terça, 24 Janeiro 2017 instrução   bispos   matrimônio  
Bispos do Peru

Bispos do Peru

Lima (Agência Fides) - “Os princípios básicos da educação no país devem seguir o que foi estabelecido pela Lei Geral da Educação e da Constituição do país. Reconhecendo muitos aspectos positivos do programa, chamamos a atenção para o fato de que o Ministério da Educação tenha incluído noções que não provêm da Constituição, mas da ideologia de gênero. Este procedimento inverte seriamente a ordem do sistema jurídico constitucional: Uma normativa de nível inferior não pode estar acima de uma lei ou contradizer a Carta Fundamental do Estado”. É o que se lê no comunicado emitido pelos Bispos do Peru, no final da 109ª Assembleia ordinária da Conferência Episcopal, que abrange os princípios da educação pública no país.
“Foi criado um clima de confusão entre os peruanos em relação ao papel do Estado em tutelar a família e matrimônio” – continua o texto enviado a Fides – “e foi violado o direito dos pais de escolher o tipo de educação eles querem para os seus filhos”.
“Para o bem de nossas crianças, adolescentes e das famílias peruanas, enquanto não se alcança um acordo segundo a ordem constitucional estabelecida, instamos a eliminação no novo programa de estudos de noções sobre a ideologia de gênero”, concluem os Bispos. (CE) (Agência Fides, 24/01/2017)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network