ÁFRICA/NIGÉRIA - “Um ataque inaceitável contra pessoas vulneráveis”, afirma MSF depois do bombardeio do campo de refugiados de Rann

Quarta, 18 Janeiro 2017 violência  

Abuja (Agência Fides) – Pelo menos 120 pessoas ficaram feridas e 52 foram assassinadas no bombardeio realizado em 17 de janeiro pela aviação nigeriana sobre o campo de refugiados de Rann, no Estado de Borno, no norte da Nigéria, segundo um comunicado enviado à Agência Fides por Médicos Sem Fronteiras (MSF). “Este ataque de vastas proporções contra pessoas vulneráveis – que já fugiram de uma violência extrema – é assustador e inaceitável”, declara o Dr. Jean-Clément Cabrol, diretor das operações de MSF, “a segurança dos civis deve ser respeitada. Pedimos urgentemente a todas as partes envolvidas que facilitem a evacuação médica via aérea e via terra dos sobreviventes que necessitam urgentemente de assistência médica de emergência”.
As equipes médicas de MSF estão fornecendo primeiros-socorros aos 120 feridos na estrutura de Rann. Outras equipes médicas e cirúrgicas da organização na região estão se preparando para tratar os pacientes evacuados. (L.M.) (Agência Fides 18/1/2017)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network