AMÉRICA/URUGUAI - “Um Natal que abale as consciências”: os votos do Card. Sturla a todos os uruguaios

Sexta, 23 Dezembro 2016 pastoral   bispos   instrução  

Papa Francisco com uma Balconera do Uruguai

Montevidéu (Agência Fides) – O Arcebispo de Montevidéu, Card. Fernando Sturla Berhouet, S.D.B. publicou uma mensagem de Natal em que não se dirige apenas aos católicos, mas a todos os uruguaios. A mensagem solicita a prestar atenção nas crianças pobres e nos problemas do ensino público.
O Cardeal espera que a celebração do nascimento de Jesus venha “abalar a consciência”, “abalar a indiferença, para responder, em diálogo entre crentes e não-crentes, aos desafios que a realidade dos país a que queremos tão bem nos apresenta”. “Se o Uruguai não enfrentar o problema da pobreza infantil, hipotecaremos presente e futuro; e se não enfrentarmos os problemas do ensino público, deixando de lado os interesses pessoais, perderemos gerações”, escreveu o Arcebispo de Montevidéu.
"Embora a mensagem de Natal seja religiosa, ela vai além dos confins estritamente religiosos... Uma em cada cinco crianças uruguaias nasce abaixo do nível da pobreza. Esta é uma tragédia para o presente e o futuro. São anos que se ouve falar de pobreza infantil no Uruguai. Vários programas estatais tentam aliviar esta situação. Isto é importante porque sabemos que se uma criança não se alimenta bem nos primeiros anos do crescimento, seu cérebro não se desenvolve bem e a desnutrição não se recupera”, destacou.
O Arcebispo de Montevidéu conclui sua mensagem falando da Campanha “Natal com Jesus, demonstra-o com uma Balconera" (bandeira com a cena do presépio). “No início, não sabíamos se preparar 3 mil ou 5 mil, mas depois dos pedidos fizemos 28 mil e a Campanha ainda não terminou. Não tenho medo da palavra ‘marketing’ embora do ponto de vista eclesial ela soe mal, mas o verdadeiro sentido é que há uma boa notícia a se comunicar e as pessoas nos pedem”.
A Campanha consiste em adquirir uma "Balconera" e expô-la na sacada ou na janela de casa para mostrar publicamente que se celebra o Natal cristão, depois de tanto tempo em que foi ‘colocado de lado’ como celebração religiosa, tornando-se principalmente uma festividade laica e comercial. “A realidade do Uruguai havia levado os católicos a se esconderem, a ficarem no canto, mas o Evangelho é a comunicação de uma Boa Notícia. Um cristão que não comunica esta notícia é um ‘meio-católico’”, disse o Cardeal, que concluiu comentando com prazer que até a casa do Presidente Tabaré Vasquez tem uma Balconera exposta na janela.
(CE) (Agência Fides, 23/12/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network