AMÉRICA/VENEZUELA - As medidas adotadas acirraram a crise, os Bispos pedem aos políticos que ouçam a população

Segunda, 19 Dezembro 2016 política   bispos   fome  

internet

Venezuelanos em fila para comprar alimentos

Caracas (Agência Fides) – A Conferência Episcopal Venezuelana (CEV) publicou uma mensagem dirigida às autoridades do país sobre as recentes medidas econômicas impostas. A respeito, os Bispos denunciam: "Pioraram a crise que atinge a nossa nação e todos os cidadãos... os mais afetados foram as pessoas mais desfavorecidas e vulneráveis... As pessoas que fazem longas filas (para poder comprar um pouco de pão ou de leite ndr) e mantêm uma centelha de esperança à espera de qualquer solução para a crise se sentiram abandonadas e não protegidas por todos os líderes políticos. Muitos homens e mulheres não hesitam em expressar os seus sentimentos de frustração e de abandono por parte daqueles que deveriam falar e promover soluções justas”.
O comunicado, enviado a Fides, afirma que a rápida retirada de circulação da moeda mais usada pelas pessoas causou indignação, frustração e rejeição na população. "Há uma grande incerteza nas pessoas porque não sabem o que acontecerá com o dinheiro e com suas poupanças. Além de afetar um grande número de pessoas, isso pode provocar violência e desordens", escrevem os Bispos.
O texto se conclui com três pedidos: é preciso recordar a todos que o povo é o verdadeiro protagonista da democracia; os líderes políticos devem colocar-se ao lado do povo e ouvir os graves problemas que esta medida nociva do governo provocou; todos os católicos devem se abrir à caridade e à solidariedade, abrindo as portas aos que sofrem para compartilhar um pouco de alimento e amparo.
O documento, com a data de 17 de dezembro, é assinado pelo Card. Jorge Urosa Savino, Arcebispo de Caracas, pelo Card. Baltazar E. Porras Cardozo, Arcebispo de Mérida, por Dom Diego Rafael Padrón Sánchez, Arcebispo de Cumaná e Presidente da CEV, em nome de toda a Conferência Episcopal da Venezuela.
(CE) (Agência Fides, 19/12/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network