ÁFRICA/REP. CENTRO-AFRICANA - “Aumento alarmante das violações dos direitos humanos”, denuncia a ONU

Quinta, 15 Dezembro 2016 onu   direitos humanos   violência  

Bangui (Agência Fides) - “A partir de agosto de 2016, notamos um aumento alarmante das violações dos direitos humanos”, afirma um comunicado da Missão da ONU na República Centro-Africana (MINUSCA), que apresenta um relatório sobre a situação dos direitos humanos no país. A maior parte destes crimes são cometidos “pelas diferentes facções dos ex-rebeldes Seleka, pelas milícias anti-balaka e por seus filiados, além do Exército de Resistência do Senhor (LRA) e pelos pastores da etnia fulani. Esses incidentes provocaram a morte de pelo menos 100 pessoas”.
Este dado se refere ao período levado em consideração pelo relatório, que vai de junho de 2015 a março de 2016. O documento denuncia que “a situação de segurança e dos direitos humanos documentou 1.301 casos de violências e abusos de direitos humanos, que causaram pelo menos 2.473 vítimas, com um incremento de 70% em relação a um estudo precedente, de setembro de 2014 a 31 de maio de 2015”.
As violências “são principalmente execuções arbitrárias, tratamentos cruéis, desumanos ou degradantes, violências sexuais, privações arbitrárias da liberdade, destruições e furtos de bens e reações à liberdade de movimento”. Entre as vítimas, estão também 203 crianças.
A visita do Papa Francisco, no final de novembro de 2015, e a eleição pacífica do Presidente Faustin-Archange Touadéra, em março deste ano, causaram uma forte esperança de estabilização que ainda é precária, sobretudo fora de Bangui, capital. (L.M.) (Agência Fides 15/12/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network