AMÉRICA/ARGENTINA - Bispos da Patagônia: “O Natal nos convida a assumir o caminho da não-discriminação”

Quinta, 15 Dezembro 2016 violência   evangelização   igrejas locais  

Catedral de Neuquen

Neuquén (Agência Fides) – Na mensagem para o Natal, os Bispos da Região da Patagônia-Comahue pedem para refletir sobre a violência que o país está vivendo. “Tudo parece infestado pela violência. Sabemos que a violência gera nova violência. Não cometamos este erro!” Se quisermos decididamente salvaguardar os direitos de toda pessoa e a dignidade de todos sem discriminações, o caminho de esperança para superar as diferenças e os conflitos nunca passará pela violência, mas somente pelo respeito, diálogo e encontro fraterno”, consta na mensagem publicada ontem em todas as dioceses da região.
“Os conflitos surgem quando não se trata o outro como ‘alguém’, como uma pessoa com igual dignidade, mas como se fosse ‘uma coisa’ da qual se pode dispor como quiser, até o extremo desumano de recusar-lhe o direito à vida. Muitos episódios relativos à ‘violência de gênero’ hoje evidenciam este comportamento que leva as mulheres a serem consideradas ‘coisas’. E o mesmo se pode dizer para qualquer ataque à vida humana”, sublinha a mensagem recebida pela Fides.
“O Natal nos convida a optar todos os dias pelo caminho da não-discriminação e aceitação dos outros quando pensam e agem de modo diferente. Assim, nós nos esforçamos em cumprir seriamente nosso trabalho e nossos deveres com os outros”, conclui o texto, assinado pelos Bispos, titulares e eméritos, das dioceses de Neuquén, Comodoro Rivadavia, Alto Valle del Rio Negro, San Carlos de Bariloche, Río Gallegos, Viedma, Prelatura de Esquel e Merlo-Moreno.
(CE) (Agência Fides, 15/12/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network