ÁFRICA/EGITO - O Imã de al Azhar visita o Patriarca Tawadros depois do massacre na Igreja: “mãos estrangeiras estão por detrás do terrorismo”

Quinta, 15 Dezembro 2016 igrejas orientais   terrorismo   islã   diálogo  

CoptsToday.Com

Cairo (Agência Fides) – O Xeque Ahmed al Tayyib, Grande Imã de al Azhar, guiou a delegação de alto nível do grande centro teológico sunita que ontem visitou a sede do patriarcado copta-ortodoxo para apresentar seu pesar ao Patriarca Tawadros II e a toda a Igreja copta, depois do massacre realizado domingo passado na capela de Boutroseya, anexa à catedral copta de São Marcos, que provocou a morte de pelo menos 26 pessoas. O alvo dos ataques terroristas, que “não distinguem cristãos e muçulmanos” – destacou o líder sunita –, é a “unidade do povo egípcio”, enquanto as agências do terror que ensanguentam o Egito têm suas bases “no exterior” e seu delirante desenho acaba por atropelar quem – forças e grupos de poder – no início tinham garantido a eles cobertura e cumplicidade. O Patriarca Tawadros, por sua vez, fez referência aos 14 séculos de convivência entre cristãos e muçulmanos no Egito, numa longa história que os ajuda a enfrentar juntos também as provas e as tribulações a serem sofridas para construir a pátria comum.
No entanto, foram divulgadas via internet mensagens do autoproclamado Estado Islâmico (Daesh), que reivindicam o massacre dos coptas, exaltando o kamikaze Abu Abdullah por ter-se explodido “entre os cruzados, causando 80 mortos e feridos''. Na internet, também foi divulgada a foto de quem fez o atentado com fuzil, roupa mimética e dedo indicador dirigido ao céu. (GV) (Agência Fides 15/12/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network