AMÉRICA/MÉXICO - Depois de 10 anos de exército nas ruas, a polícia deve ser reforçada, pede Dom Martinez Zepeda

Segunda, 12 Dezembro 2016 violência   narcotráfico   grupos armados  

Exército mexicano nas ruas

Irapuato (Agência Fides) – É urgente que a polícia municipal e estatal em todo o país seja reforçada, de modo que, gradualmente ,os militares do exército voltem para os quarteis, já que há mais de 10 anos foram chamados em via extraordinária para lutar contra o tráfico de droga. Foi o que afirmou o Bispo da diocese de Irapuato, Dom Jose de Jesus Martinez Zepeda, depois da celebração dominical de ontem. Passaram-se 10 anos desde que o exército mexicano foi chamado a patrulhar as ruas para combater a criminalidade organizada, e este tempo deveria ter servido para tornar a polícia mais profissional, recordando que os militares não têm o perfil jurídico que lhes permite agir contra os criminosos.
"Naquele período, não se sabia como fazer para enfrentar a criminalidade organizada – disse o Bispo ao final da missa -. É como quando uma casa pega fogo: jamais se diz para fazer um plano ou um estudo para acabar com o fogo, porque a casa e todo o bairro poderiam queimar enquanto nós continuamos a fazer projetos. Esta era a realidade, mas certamente não se pode apagar o fogo por 10 anos”. O Bispo também pediu uma maior participação dos cidadãos nos problemas sociais, porque é de vital importância para combater a criminalidade.
“O exército não deve cumprir tarefas da polícia, portanto esta deve ser reforçada, mas é preciso também transformar a sociedade, porque não podemos continuar sendo um grupo de pessoas que se droga, fumantes de todo tipo de substâncias entorpecentes, marijuana, cocaína e depois pedir proteção… Precisamos prevenir".
Por fim, o Bispo de Irapuato observou que embora algumas estratégias para a segurança não tenham conseguido alcançar seu objetivo, também a sociedade comete erros, porque espera sempre que a mudança venha dos governos, enquanto também os cidadãos devem cooperar.
(CE) (Agência Fides, 12/12/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network