ÁFRICA/RD CONGO - Massacrados 35 civis Hutus em aldeia no Kivu do Norte

Segunda, 28 Novembro 2016 massacres   onu  

Kinshasa (Agência Fides) – Trinta e cinco civis foram mortos e outros 28 ficaram feridos em um ataque de milicianos Mai-Mai perpetrado às 4h30 de domingo, 27 de novembro, na aldeia de Luhanga, no território de Lubero, província de Kivu do Norte, leste da República Democrática do Congo. Os milicianos, cerca de 50, se dividiram em dois grupos: enquanto o primeiro atacou uma posição próxima das forças armadas congolesas (FARDC), o outro massacrava a população com armas brancas e de fogo. As vítimas são de etnia Hutu.
Segundo informações apuradas pela Fides, os Capacetes Azuis indianos da MONUSCO (Missão da ONU na RDC) intervieram matando um miliciano e colocando fim ao massacre. Os soldados da ONU transferiram, depois, 15 pessoas feridas ao hospital de Goma.
Este é o segundo ataque a Luhanga desde o início do ano. No precedente foram destruídas várias casas. O território de Lubero está abalado com as rivalidades entre as etnias Lande e Hutu. Segundo informações enviadas à Agência Fides pela ONG local CEPADHO, nos dias que precederam o ataque, circularam, com opúsculos e outros meios, ameaças anônimas contra os Hutu, e muitos deles fugiram das aldeias da região. Os que não puderam escapar permaneceram principalmente em Luhanga. O CEPADHO contabilizou 120 famílias Hutu desalojadas em Kanyabayonga, sobrevivendo ao ar livre. (L.M.) (Agência Fides 28/11/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network