ÁFRICA/CAMARÕES - Destruída a cruz na ‘montanha sagrada’ em Ngock Lituba: primeiro ato de um novo movimento fundamentalista tradicional

Sexta, 25 Novembro 2016 intolerância  

Yaoundé (Agência Fides)- A destruição da cruz colocada no ingresso da gruta na montanha Ngock Lituba (Sanaga Marítima, Camarões) marca o início das atividades de um movimento fundamentalista que quer retomar as tradições religiosas locais.
Segundo escreve o jornal camaronense “Le Messager”, há vários meses, no âmbito da tribo Bassa estava sendo constituído este movimento chamado Mbog Bassa, que visa erradicar qualquer crença que não seja a tradicional.
A destruição da cruz de Ngock Lituba (que significa “rocha furada”) é um gesto altamente simbólico, porque esta montanha é considerada sagrada na tradição local e nem todos apreciaram a colocação de uma cruz no local.
Segundo o jornal, o novo movimento quer proceder na destruição dos lugares de culto, como igrejas e mesquitas, na área habitada pela população Bassa. Em seguida, a intenção é destruir toda simbologia ocidental e substitui-la com a local.
Enfim, segundo “Le Messanger”, o movimento quer atacar o sistema educativo camaronense de matriz ocidental e colocar em discussão as filosofias e ciências ocidentais, a liberdade religiosa e a laicidade do Estado. (L.M.) (Agência Fides 25/11/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network