AMÉRICA/VENEZUELA - “As pessoas estão caindo em depressão pela desilusão com o diálogo, que não avança”, diz Dom Padrón à Fides

Terça, 22 Novembro 2016 pobreza   bispos   áreas de crise   política  

Dom Diego Padrón

Roma (Agência Fides) – O Presidente da Conferência Episcopal Venezuelana (CEV), Dom Diego Padrón, presente em Roma acompanhando Dom Enrique Porras Cardozo, Arcebispo de Mérida, criado Cardeal no Consistório de 19 de novembro, concedeu à Fides uma entrevista sobre a grave situação que a Venezuela está vivendo.
“Antes de tudo – disse Dom Padrón – não se pode falar de diálogo entre governo e oposição, porque neste caso, ela é constituída por 80% dos venezuelanos e consequentemente, o governo deve mudar de atitude e aceitar um diálogo verdadeiro”.
“Nem a Igreja e nem a população – prossegue – veem positivamente o andamento do processo de diálogo que teve início em 30 de outubro passado. Deve haver gestos de boa vontade, como o respeito pelos direitos humanos, e a libertação dos prisioneiros políticos que ainda existem. Em segundo lugar, deve-se abrir canais para as ajudas humanitárias que são oferecidas para todos os venezuelanos que precisam urgentemente de alimentos e principalmente, de remédios”, reitera o Arcebispo à Fides.
“A coisa mais triste é que a população está caindo em depressão, porque não vê uma saída, não vê como sobreviver, apenas a desilusão pelo diálogo que não procede”, conclui Dom Padrón. (CE) (Agência Fides 22/11/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network