AMÉRICA/HAITI - Eleições sem incidentes num país ainda devastado

Segunda, 21 Novembro 2016 eleições   política   terremoto  

Eleições sem incidentes em um país ainda devastado

Porto Príncipe (Agência Fides) – Realizaram-se ontem no Haiti as eleições presidenciais, transcorridas na calma e com apenas alguns incidentes isolados. Os resultados não serão divulgados antes de uma semana. Mais de 6 milhões de haitianos são chamados às urnas para escolher entre 27 candidatos à presidência, depois da anulação das eleições de outubro de 2015 por presumíveis irregularidades e o adiamento das marcadas para 9 de outubro, devido à emergência provocada pelo furacão Matthew.
Desde 15 de fevereiro de 2016 , Haiti é governado pelo presidente provisório, Jocelerme Privert, que assumiu o cargo uma semana antes da conclusão do período de governo do presidente Michel Martelly, pois a crise política impediu a escolha de seu sucessor. As eleições tiveram a presença de uma equipe de especialistas e observadores provenientes de 24 nações que a OEA, Organização das Nações Unidas, deslocou ao país.
A situação no país, todavia, continua crítica. O furacão, que atingiu diretamente 1,4 milhão de moradores de Haiti, deixou cerca de 800.000 pessoas carentes de ajudas alimentares e mais de 175.000 desalojadas, principalmente nos departamentos do sul e sudoeste do pais, as áreas mais atingidas (veja Fides 8/10/2016). Precisamente as graves condições em que o país se encontra podem ter determinado uma participação ainda mais baixa em relação à registrada nas eleições do ano passado, quando votaram menos de 30% dos eleitores cadastrados.
(CE) (Agência Fides 21/11/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network