ÁFRICA/SUDÃO DO SUL - “A misericórdia como caminho rumo à paz no Sudão do Sul” diz o Bispo de Tombura-Yambio

Segunda, 14 Novembro 2016 ano da misericórdia   refugiados   guerras  

Juba (Agência Fides) - “Devemos ser misericordiosos uns com os outros, para que a paz prevaleça em nossa sociedade”, disse Dom Barani Eduardo Hiiboro Kussala, Bispo de Tombura-Yambio, no Sudão do Sul, na cerimônia de encerramento do Ano Santo da Misericórdia, que teve um significado especial neste país, abalado por uma guerra civil desde dezembro de 2013.
Em nota enviada à Agência Fides, pe. Bazia Boro Elario Zambakari, diretor da Rádio Anisa, afirma que milhares de sacerdotes, religiosos, religiosas e fiéis tomaram parte da solene celebração durante a qual se realizou o rito de fechamento da Porta Santa.
“Tombura-Yambio é uma das dioceses do Sudão do Sul onde a violência eclodiu em 2013, dois anos depois da independência, entre as forças do Presidente Salva Kiir Mayardit e as leais ao ex-Vice Presidente Riek Machar, e se traduz em frequentes conflitos com massacres de civis, que fogem maciçamente”, afirma pe. Zambakari.
“O último ataque, ocorrido em 10 de novembro, provocou milhares de desabrigados internos e refugiados, que atravessaram o confim com a República Democrática do Congo e a República Centro-africana em busca da esperada segurança”, conclui o diretor da Rádio Anisa.
A guerra civil fomentou os ódios étnicos a ponto que a série de conflitos tribais já está mais grave do que o confronto político-militar entre Kiir e Machar. (L.M.) (Agência Fides 14/11/2016)



Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network