ÁSIA/PAQUISTÃO - Justiça para os cônjuges cristãos queimados vivos por blasfêmia

Quinta, 10 Novembro 2016 blasfêmia   minorias religiosas   perseguições   instrução  

Cecil & Iris Chaudhry Foundation

Os filhos do casal assassinado

Lahore (Agência Fides) – Há dois anos do terrível homicídio dos cônjuges cristãos Shama e Shahzad, queimados vivos por uma presumível blasfêmia em novembro de 2014 em Kot Radha Kishan, no distrito de Kasur, prossegue a luta por justiça e pela punição dos culpados do crime. Segundo informa à Fides a católica Michelle Chaudhry, presidente da "Cecil Chaudhry & Iris Foundation", organização que se ocupa hoje da tutela legal e da educação dos três filhos do casal, que estão órfãos, “estamos trabalhando com a magistratura para assegurar que os responsáveis deste brutal homicídio sejam levados à justiça. O governo do Paquistão deve garantir segurança e proteção para todo cidadão paquistanês, independentemente de sua crença, como estabelecido na Constituição”.
Os dois cônjuges eram operários em um forno de tijolos. Acusados de blasfêmia, foram torturados e jogados no forno por uma multidão revoltada. O episódio gerou uma reação de horror em todo o Paquistão e chocou o mundo inteiro.
Comemorando o segundo aniversário do trágico incidente, Michelle Chaudhry diz à Fides: “Hoje guardamos Shama e Shahzad no profundo de nosso coração. São duas vidas inocentes perdidas por causa da extrema intolerância em nossa sociedade. O horror daquele dia infeliz ficará em nossos corações e mentes nos próximos anos. Naquele forno, queimaram a humanidade, queimaram os ensinamentos do Islã e queimaram o Paquistão de Ali Jinnah. Nenhuma indenização monetária pode repagar um tal ato de violência”.
A Cecil & Iris Chaudhry Foundation assumiu o compromisso de oferecer instrução aos três filhos do casal, “para melhorar a vida destas crianças, na forte convicção do poder da educação”, observa a mulher. “Depois de dois anos, nos dá imensa gratificação espiritual ver estas crianças felizes e seguras”, conclui. (PA) (Agência Fides 10/11/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network