AMÉRICA/MÉXICO - Gestações precoces causam pobreza e doenças entre os adolescentes

Quinta, 10 Novembro 2016 mulher  

Internet

Mérida (Agência Fides) – A gestação entre adolescentes continua a ser uma das principais causas da mortalidade materna e infantil no âmbito de doenças e pobreza. É o que declara o Programa de Saúde Materna e Perinatal dos Serviços de Saúde de Yucatan. Com efeito, o fenômeno comporta repercussões sociais e econômicas negativas nas jovens envolvidas, muitas vezes condenadas a abandonar os estudos e a ter menos oportunidades de conseguir um emprego digno. Um estudo preliminar realizado em 2015 aponta que 1,52% da população com menos de 15 anos está envolvida. E ainda, 29,77% do total das consultas pré-natais eram mulheres entre 15 e 19 anos. De janeiro a setembro deste ano, houve um aumento de 0,04% em relação ao ano anterior das adolescentes menores de 15 anos presentes em consultas pré-natais; enquanto no grupo de idade entre 15 e 19 anos foi registrada uma queda de 0,88% no mesmo período. Para tentar limitar o fenômeno das gestações precoces, os Serviços de Saúde de Yucatan se comprometeram em realizar estratégias para a prevenção e a assistência das adolescentes. (AP) (10/11/2016 Agência Fides)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network