ÁFRICA/QUÊNIA - Empresa queniana cria site para denunciar irregularidades nas eleições dos EUA

Terça, 8 Novembro 2016 eleições  

Nairóbi (Agência Fides) - Uma empresa sem fins lucrativos queniana criou um site para permitir aos eleitores assinalar eventuais irregularidades nas seções eleitorais do voto nos Estados Unidos, que se realiza hoje, 9 de novembro.
“Ushahidi”, que significa “testemunha" em Kiswahili, nasceu depois das violências que abalaram o Quênia após as eleições de 27 de dezembro de 2007, vencidas pelo então Presidente Mwai Kibaki e contestadas pelo líder da oposição, Raila Odinga. Pelo menos mil pessoas foram mortas enquanto alguns milhões tiveram que desealojar por causa dos atritos de matriz étnica (veja Fides 21/10/2008).
A filosofia na base do programa apresentado por Ushahidi prevê que sejam os próprios eleitores a assinalar as irregularidades constatadas em suas seções ou elaborar um mapa dos confrontos enviando mensagens ao sistema da empresa.
Ushahidi foi utilizado também em casos de desastres naturais, como terremotos, para facilitar as operações de socorro. Os eleitores estadunidenses poderão reparar quaisquer irregularidades ou problemas em suas seções, desde a insuficiência de cédulas eleitorais às dificuldades para as pessoas com deficiência acessar as cabines eleitorais.
"A minha esperança é que quarta-feira poderemos ver o relatório das eleições e constatar que 99% funcionou perfeitamente", disse à Deutsche Welle, Nat Manning, Presidente de Ushahidi em São Francisco, onde reside. Ushahidi, com efeito, tem sede em Nairóbi, com cerca de 30 funcionários trabalhando em oito países. Uma realidade africana consolidada, nascida a partir de um evento dramático, mas que soube se tornar uma referência para todo o mundo. A próxima prova importante são as eleições presidenciais e legislativas quenianas, que se espera que se realizem pacificamente (veja Fides 30/5/2016 e 15/6/2016). (L.M.) (Agência Fides 8/11/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network