AMÉRICA/NICARÁGUA - Ortega ainda Presidente, mas a abstenção é de 78%

Segunda, 7 Novembro 2016 eleições   bispos   democracia   direitos humanos  

Dom Silvio Baez

Manágua (Agência Fides) – O Bispo auxiliar da Arquidiocese de Manágua, Dom Silvio Baez, disse ontem à noite que os cidadãos merecem "autoridades eleitas de outro modo, de um modo que realmente represente o sentimento popular, em que nenhum nicaraguense seja excluído", eis o motivo pelo qual se absteve de participar das eleições gerais de domingo, 6 de novembro.
Falando aos jornalistas, o Bispo precisou: "Eu não fui depositar o meu voto na urna eleitoral não pela abstenção em si, mas por responsabilidade e amor pela Nicarágua".
O bispo, observador atento e crítico da realidade política, recordou a situação atual na Nicarágua, que chegou às eleições gerais com uma candidatura muito criticada do atual Presidente, o sandinista Daniel Ortega. Embora não se conheçam os resultados oficiais, Ortega conseguiu obter o seu quarto mandato, o terceiro consecutivo, e nesta ocasião com a esposa, Rosario Murillo, como vice-presidente.
As críticas se baseiam principalmente sobre a falta de observadores eleitorais e sobre a eliminação legal do principal grupo de oposição, o que deixou a Ortega o caminho livre para a sua segunda reeleição consecutiva, já em 2010. Segundo dados de agências, Ortega teria vencido as eleições de ontem com uma abstenção de cerca de 78%.
(CE) (Agência Fides, 07/11/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network