ÁSIA/ÍNDIA - Pastoral Juvenil na Índia: "Os jovens como águias"

Quinta, 3 Novembro 2016 jovens   igrejas locais   evangelização  

Trivandrum (Agência Fides) - "Para que serve e como configurar a Pastoral Juvenil na Índia? A esta questão não deve ser dada a habitual resposta pessimista: "a juventude está indo para fora do caminho, os jovens não estão interessados na fé, os jovens são desviados pela cultura e tecnologia". Pelo contrário, como Conferência Episcopal queremos dar uma visão positiva: a águia não busca abrigo quando chove porque voa acima das nuvens. Queremos que os nossos jovens sejam como águias, não se tornando vítimas dos problemas, mas indo acima dos problemas, voando alto no céu da vida." Estas foram as palavras do Bispo de Jalandhar, Dom Franco Mulakkal, Presidente da Comissão para a Juventude da Conferência dos bispos latinos da Índia (CCBI), falando na quarta conferência nacional da juventude realizada em Trivandrum (no Estado de Kerala) nos últimos dias. Segundo Fides, participaram da conferência mais de 150 representantes de Igrejas locais, incluindo padres, leigos, jovens, animadores diocesanos de associações e movimentos, convidados pela Comissão da Juventude da Conferência Episcopal da Índia (CCBI).
No encontro falou-se sobre os métodos e programas do ministério da Pastoral da Juventude nas paróquias e sobre as modalidades para conectar os jovens com a comunidade paroquial, inserindo a questão na mais ampla condição da juventude na Índia. "Os jovens de hoje – comentou o Bispo Mulakkal - são as famílias de amanhã e essas famílias formam a comunidade paroquial. Embora os jovens sejam a maioria da população indiana, para eles faltam programas sociais, educacionais e profissionais para facilitar a inserção dos jovens no tecido social. Isto também vale para a Igreja: os jovens raramente estão envolvidos na pastoral da Igreja e isso resulta na dificuldade de encarnar os valores do Evangelho na Índia. É importante que as paróquias desenvolvam uma pastoral inclusiva dos jovens da comunidade. Por isso - concluiu – deseja-se que cada paróquia construa uma pastoral acolhedora e amigável para com os jovens". (PA) (Agência Fides 3/11/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network