ÁFRICA/CENTRAFRICA - Massacro em Bambari: preocupação com a retirada da força francesa Sangaris

Sábado, 29 Outubro 2016 grupos armados  

Bangui (Agência Fides) - O balanço ainda provisório de dois dias de confrontos em Bambari, cidade a 250 km a nordeste de Bangui, capital da República Centro-africana é de 25 mortos. A informação foi divulgada pela Missão da ONU na República Centro-africana (MINUSCA). “Segundo as informações recebidas, seis policiais e quatro civis perderam a vida sexta-feira de manhã, 28 de outubro, em uma emboscada na estrada Bambari-Grimari. No dia anterior, conflitos entre elementos anti-balaka e ex-Seleka causaram a morte de 15 pessoas e o ferimento de outras em Mbriki e Belima, nos arredores de Bambari” afirma um comunicado da MINUSCA enviado à Fides.
A República Centro-africana está tentando sair da guerra civil que se iniciou em 2012 com a derrubada do então Presidente François Bozizé pela coalizão rebelde Seleka, à qual se opuseram as milícias anti-balaka.
Não obstante as eleições presidenciais e legislativas e a formação de um novo governo legítimo, a situação está longe de se estabilizar. As milícias anti-balaka e os ex-rebeldes Seleka não foram desarmados, as forças da ONU são acusadas de “passividade com os grupos armados” e a população não confia mais nos Capacetes Azuis, enquanto em 31 de outubro terminará oficialmente a missão francesa na República Centro-africana, Sangaris, que até agora contribuiu para manter a situação relativamente estável. Alguns temem que Seleka e anti-balaka, com a retirada dos militares franceses, retomem as hostilidades em ampla escala. (L.M.) (Agência Fides 29/10/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network