ÁSIA/PAQUISTÃO - Pastor cristão agredido e ameaçado com a lei da blasfêmia

Sábado, 22 Outubro 2016 blasfêmia   violência   minorias religiosas  

The Voice

A advogada Anthony e o Pastor ferido

Lahore (Agência Fides) - Um grupo de 50 muçulmanos atacou a casa do Pastor cristão Mikel Robert em Farooqabad, no distrito de Sheikhupura, por causa de uma controvérsia imobiliária que pode chamar em causa a lei da blasfêmia: é o que informa à Fides a equipe da ONG "The Voice", que está fornecendo assistência legal e ajuda moral à família do Pastor. Após a agressão, foi apresentada uma denúncia à polícia, que deteve algumas pessoas, libertando-as em seguida. Os culpados ameaçaram o Pastor e sua família de formular uma falsa acusação de blasfêmia se não deixassem imediatamente sua casa.
No episódio, ocorrido na noite de 19 de outubro, a família foi agredida e a casa devastada. Os homens sofreram feridas na cabeça e lesões nas pernas, braços e costas.
A razão da agressão é uma disputa pela propriedade do imóvel no qual mora a família do Pastor. O litígio começou dois anos atrás: o ex-proprietário o vendeu a um muçulmano, mas a família do Pastor tem em mãos documentos que demonstram a compra da casa. A disputa prosseguiu nos tribunais e oficiais policiais ameaçaram a família do Pastor, intimidando toda a família para deixar a residência. Nos últimos dias, as ameaças se intensificaram, chegando à agressão e à extorsão, através de uma acusação falsa de blasfêmia. “É uma pena que a polícia aja contra uma família pobre. É uma família cristã que aguarda justiça. Trata-se de um caso de evidente abuso da lei da blasfêmia”, diz à Fides a ONG “The Voice” (Agência Fides 22/10/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network