ÁFRICA/REPÚBLICA CENTRO-AFRICANA - Trinta mortos no ataque ao campo de refugiados próximo do Episcopado de Kaga Bandoro

Sexta, 14 Outubro 2016 massacres   grupos armados  

Bangui (Agência Fides) – Pelo menos 30 pessoas morreram no ataque ao campo de refugiados próximo ao Episcopado de Kaga Bandoro, na região central da República Centro-africana. O ataque foi perpetrado em 12 de outubro por milicianos ex Seleka. O balanço inicial da Caritas local falava de 9 mortos, mas sucessivamente foi elevado. Além dos mortos, fontes hospitalares afirmam que há 47 feridos, 9 dos quais foram transferidos para estruturas da capital, Bangui, em condições críticas.
Boa parte do campo de refugiados do Episcopado foi incendiada, assim como muitas casas dos bairros das vizinhanças da catedral de Kaga Bandoro. Também foram saqueados edifícios do governo e algumas ONGs.
As violências ocorreram depois do assassinato de um ex Seleka que com outros três companheiros, tentava roubar um grupo eletrogêneo de uma rádio local. Ao saber da notícia da morte, seus companheiros começaram os saques e o massacre contra civis inocentes.
“Não obstante a presença da missão francesa Sangaris (que deve se concluir no fim do mês) e de 12.000 Capacetes Azuis da Missão ONU na República Centro-africana (MINUSCA), em todos estes meses não foi providenciado o desarme dos grupos que combateram na passada guerra civil”, comenta à Agência Fides uma fonte local que pede para ficar anônima. “Sabemos que os ex Seleka estão se reorganizando no norte do país e teme-se o pior”. (L.M.) (Agência Fides 14/10/2016)



Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network