ÁSIA/INDONÉSIA - Jovens indonésios, sal e luz em um mundo sem confins

Quarta, 12 Outubro 2016 jovens   diálogo   jornada mundial da juventude   paz   islã   minorias religiosas  

P.P.

Manado (Agência Fides) – “A Jornada da Juventude Indonésia foi expressão da diversidade típica da Indonésia: sabemos que é um país plural, berço da diversidade de culturas, línguas e crenças; a Igreja é um dos componentes que vive a diversidade em harmonia, como reza o lema oficial da Indonésia, ‘unidade na diversidade’: assim, o Bispo Pius Riana Prapdi, Presidente da Comissão para a Juventude da Conferência Episcopal da Indonésia, revela à Agência Fides o balanço do evento realizado em Manado no início de outubro, que reuniu 2.500 jovens católicos indonésios e alguns da Malásia, ao redor do tema “A alegria do Evangelho em uma sociedade plural”.
“Os jovens católicos de 37 dioceses indonésias viveram um tempo especial e retornaram às suas casas fortes de sua identidade, com o compromisso de ser 100% católicos e 100% indonésios”, frisa o Bispo.
Os participantes vivenciaram esta experiência em Manado como hóspedes de famílias católicas, protestantes e também muçulmanas, testemunhando a harmonia percebida e vivida.
Na mensagem final da Jornada, recebida pela Agência Fides, os jovens afirmam: “Sentimo-nos chamados a ser sal e luz do mundo. Através da misericórdia de Deus, é-nos pedido para viver uma vida evangélica, baseada no respeito da dignidade humana, na tutela do meio ambiente, na opção pelos pequenos, os pobres, os frágeis e marginalizados”. No texto, os jovens se declaram “conscientes do fato que as novas tecnologias fizeram do mundo um espaço sem confins. Sabemos que o chamado a realizar os valores de bondade, verdade e beleza nos interpela por nós mesmos, por nossas famílias, pelo mundo inteiro”. Rejeitando atos de violência e intolerância, o tráfico de seres humanos, os abusos e as dependências que destroem a vida das jovens gerações, os jovens indonésios dizem “ter experimentado a alegria de doar o Evangelho na sociedade pluralista da Indonésia” e querer ser “anunciadores alegres, para construir o espírito de tolerância e harmonia, com o testemunho do Evangelho de Cristo”.
Os participantes da Jornada se comprometem “em ser promotores das transformações sociopolíticas em todos os níveis para construir uma ordem mundial mais justa e humana”, no signo do diálogo com os outros, “sem nenhuma discriminação e com autêntico espírito de amor”.
Dentre os religiosos presentes, estava a Irmã Evelin Tivit, das Irmãs Franciscanas da Imaculada Conceição, que veio da vizinha Malásia – onde como na Indonésia, fala-se a língua bahasha – que ressaltou à Fides os benefícios para o diálogo inter-religioso e as relações islâmico-cristãs: “Vi cristãos e muçulmanos comovendo-se. Aprendi a unidade na diversidade, em um evento que foi um dom para todos, não só para os católicos”. (PA-PP) (Agência Fides 12/10/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network