ÁFRICA/RD CONGO - Cerca de 700 mortos em 120 ataques em dois anos no Território de Beni

Terça, 11 Outubro 2016 massacres  

Kinshasa (Agência Fides) - Cerca de 700 civis foram mortos em 120 massacres desde outubro de 2014 no Território de Beni, em Kivu do Norte, no leste da República Democrática do Congo, afirma um relatório de Human Rights Watch. A organização humanitária denuncia que em 13 de agosto, um grupo armado cometeu um dos piores massacres ocorridos na área, quando no bairro Rwangoma, da cidade de Beni, 40 pessoas foram mortas e diversas casas incendiadas, apesar da presença de um forte contingente de soldados congoleses e de Capacetes Azuis da Missão ONU na RDC.
O último massacre ocorreu domingo, 9 de outubro, afirma um comunicado enviado à Agência Fides pela CEPADHO, Ong local. Alguns membros da ADF (formação de origem ugandense responsável pela maior parte dos ataques) ou um grupo afiliado, atacaram o bairro Boykene, no município de Rwenzori, a nordeste da cidade de Beni.
No ataque, morreram 7 civis, 2 outros ficaram feridos, três casas e uma escola foram destruídas. Os civis mortos são três mulheres e 4 homens. Cinco das vítimas foram mortas a tiros e 2 a machadadas. Os agressores entraram em confronto com uma divisão militar e tiveram 2 mortos, enquanto o exército anunciou a morte de um oficial. (L.M.) (Agência Fides 11/10/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network