ÁSIA/ÍNDIA - Crise da Cachemira: a Igreja lança uma grande oração inter-religiosa nacional

Quarta, 5 Outubro 2016

Nova Délhi (Agência Fides) - “Anunciamos uma grande oração nacional para domingo, 16 de outubro de 2016: todos os Bispos, todos os sacerdotes, religiosos e leigos, animarão missas, liturgias, vigílias e orações pelo bem da nação. Pedimos a todos os homens e mulheres de boa vontade que se unam a nós e rezem pelo nosso amado país, invocando a benção de Deus sobre a população”: é o apelo difundido pelo Cardeal Baselios Cleemis, Presidente da Conferência Episcopal inter-ritual da Índia (CBCI) – que reúne os Bispos de rito latino, malabarense e malankrense – em resposta à crise da Cachemira e ao aumento da violência registrado na região de confim com o Paquistão.
No estado indiano de Jammu e Kashmir, na fronteira paquistanesa, o cessar-fogo está ainda em vigor. O conflito entre o exército e os grupos independentistas se inflamou depois do assassinato, ocorrido em julho, de Burhan Wani, conhecido militante, ao qual seguiu uma série de atentados e ataques às bases militares. A tensão é alta e a população vive sob controle militar, enquanto escolas, universidades e estabelecimentos comerciais estão fechados. As festividades e assembleias religiosas estão também suspensas, por enquanto.
A mensagem do Cardeal Cleemis, enviada a Fides, convida os fiéis de todas as religiões a unirem-se numa oração pela paz, valor comum de todas as crenças: “Em 2 de outubro, celebramos o aniversário de Mahatma Gandhi; em 4 de outubro foi a festa de São Francisco de Assis, mensageiro da paz. Em 11 de outubro, se celebra a festa hinduísta de Dusserah, que é a vitória do bem sobre o mal; o Muharram, festa significativa para os muçulmanos, cai em 12 de outubro; em 20 de outubro os sikh recordam o nascimento do guru Granth, enquanto em 30 de outubro celebraremos o Deepavali, a festa que marca a vitória da luz sobre as trevas. Entre todas essas festas religiosas, o nosso amado país enfrenta um desafio extraordinário, especialmente no seu confim. A Igreja Católica, com todos os outros fiéis, quer rezar pela justiça, pela paz, pela prosperidade, pela harmonia e pela unidade”, conclui o Cardeal. (PA) (Agência Fides 5/10/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network