ÁSIA/IRAQUE - Peshmerga curdos bombardeiam as milícias jihadistas que ocupam uma cidade cristã na Planície de Nínive

Terça, 4 Outubro 2016 guerras   jihadistas  

sputniknews.com

Mosul (Agência Fides) – Teve início ontem, segunda-feira, 3 de outubro, o ataque da artilharia pesada do exército curdo Peshmerga contra o Estado Islâmico (Daesh) na cidade de Bartala, conhecida também como Bartella, situada 20 km a leste de Mosul, na província de Nínive. A cidade era habitada em maioria por cristãos sírios, forçados a fugir no verão de 2014 da avançada dos jihadistas do Califado Islâmico, que haviam conquistado Mosul em 9 de junho daquele ano. Fontes militares curdas, publicadas pela Agência curda ARANews, referiram que os bombardeios teriam destruído boa parte das bases jihadistas deslocadas na cidade. Aos bombardeios, seguiu-se o ataque por terra, que provocou perdas humanas entre os jihadistas e entre os Peshmerga.
Bartella foi invadida por soldados curdos também por causa de sua posição estratégica, não distante da entrada oriental de Mosul. A incursão a Bartella leva analistas a crer que o ataque da coalizão liderada pelos EUA a Mosul, sede iraquiana do Estado islâmico, seria iminente.
Em novembro de 2013, na cidade ocupada pelos Peshmerga, se realizou a primeira conferência promovida pela associação “Amigos de Bartella”, criada em abril de 2013 com o objetivo de documentar e combater os processos destinados a alterar os equilíbrios demográficos em áreas tradicionalmente habitadas por comunidades cristãs, a começar precisamente pela Planície de Nínive, processos iniciados bem antes da chegada dos jihadistas do Daesh em um país já castigado por explosões de violência sectária, intensificados desde o fim do regime de Saddam Hussein. (GV) (Agência Fides 4/10/2016).


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network