EUROPA/AZERBAIJÃO - Presidente Aliyev: islamofobia e xenofobia são o “novo fascismo” que ameaça a Europa

Quinta, 29 Setembro 2016

ilsismografo.blogspot.it

Baku (Agência Fides) – Às vésperas da visita do Papa Francisco à Geórgia e Azerbaijão (30 setembro-2 outubro), o Presidente azeri Ilham Aliyev denunciou o risco de um ressurgimento do fascismo no coração do Velho Continente, sob a forma de impulsos xenófobos e islamofóbicos que se difundem em medida crescente em muitas nações europeias. “Hoje”, declarou o Presidente da república europeia, intervindo no 5° Fórum humanitário internacional em curso em Baku, “alguns políticos e especialistas mundiais estão construindo uma imagem negativa do Islã, relacionando-a com o terror e ao mesmo tempo, esquecendo de dizer que os países mais atingidos pelo terrorismo são os islâmicos”.
Aliyev teve palavras de elogio aos líderes europeus que apoiam políticas de acolhimento solidário em relação aos refugiados, mas também estigmatizou as escolhas das cláusulas seletivas sobre políticas humanitárias, fechando as portas aos migrantes e refugiados de religião islâmica. Tais fechamentos – disse o Chefe de Estado – são sintoma de que “o fascismo está mais uma vez erguendo a cabeça na Europa” e evidencia a urgência de “contrastar conjuntamente a difusão de sentimentos radicais como a islamofobia e a xenofobia. Em caso contrário” acrescentou Aliyev “tudo isso pode levar a uma nova onda de fascismo”. (GV) (Agência Fides 29/9/2016).


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network