AMÉRICA/COLÔMBIA - Uma nova vida para as crianças-soldado libertadas pelas FARC

Quarta, 28 Setembro 2016 crianças-soldado  

Menores Guerra

Bogotá (Agência Fides) - Como parte do acordo emitido ao final de 52 anos de guerra civil na Colômbia (veja Fides 27/9/2016), as FARC libertaram 13 crianças-soldado que estavam recrutadas em suas tropas, entregando-as ao Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICR). Em comunicado recebido pela Fides, o CICR declarou que os menores estão em boas condições de saúde e que seriam levados para alojamentos temporários, sob supervisão do Fundo para a Infância das Nações Unidas. A identidade dos 13 menores não foi divulgada, a fim de protegê-los.
As FARC foram acusadas há tempos de recrutar menores à força, mas os número de menores envolvidos é desconhecido. O grupo guerrilheiro declarou que no início de 2016, havia em suas tropas apenas 21 membros menores de 15 anos. O Ministro da Defesa, por sua vez, declarou a presença, em maio deste ano, de cerca 170 membros menores de idade. Desde 1999, a Agência que se ocupa de assuntos sociais na Colômbia acompanhou pelo menos 6 mil casos de crianças-soldado sequestradas por grupos armados ilegais ou abandonados. Segundo estimativas oficiais, 60% delas estavam nas FARC. E ainda, o recrutamento forçado foi um dos principais motivos do deslocamento interno, visto que as famílias, com medo da ameaça que as forças armadas rebeldes pudessem sequestrar seus filhos, abandonaram as áreas rurais.
(AP) (28/9/2016 Agência Fides)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network