ÁSIA/LÍBANO - Ministro libanês: a mídia cristã no Oriente Médio não deve abordar apenas questões religiosas

Segunda, 26 Setembro 2016 mídia   política  

Noursat

Beirute (Agência Fides) – “O papel da mídia cristã no Oriente Médio não se pode limitar à difusão de notícias relativas a eventos religiosos: ela é chamada também a enfrentar problemas políticos e sociais, com atenção especial aos ligados à “pobreza, exploração e diferenças de classe”. Assim o Ministro da Informação libanesa, Ramzi Jreige, defeiniu um traço que configura a vocação específica da imprensa de inspiração cristã que atua nos países médio-orientais. E o fez sexta-feira, 23 de setembro, no âmbito da Conferência da mídia cristã no Oriente Médio, organizada pelo grupo Télé Lumière-Noursat, sob o patrocínio dos Patriarcas do Oriente.
Participaram do Congresso representantes da imprensa cristã provenientes da Síria, Palestina, Líbano, Iraque, Jordânia e Egito. O ministro libanês, referindo-se especificamente à longa crise institucional atravessada pelo país dos Cedros, destacou que a mídia cristã também pode ter um papel de primeiro plano para favorecer a superação deste momento difícil, denunciando a “decadência das instituições constitucionais, a corrupção e a violação de direitos humanos e das liberdades públicas”. O representante do governo libanês também convidou a mídia cristã a “dar a oportunidade aos representantes de outras comunidades a expressar suas opiniões”. A este respeito, o Arcebispo maronita de Beirute, Boulos Matar, que participou também do encontro, reiterou que no Oriente Médio os cristãos não têm intenção de atuar para garantir um destino exclusivo, “separado dos muçulmanos”. (GV) (Agência Fides 26/9/2016).


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network