ÁFRICA/EGITO - Políticos egípcios: para impulsionar o turismo, valorizamos o "Caminho da Sagrada Família"

Sexta, 23 Setembro 2016 igrejas orientais   peregrinações   economia  

fuocosacro.com

Cairo (Agência Fides) - A crise econômica que está penalizando o Egito interpela todas as comunidades de emigrantes egípcios espalhadas no mundo. Dentre os recursos nos quais se concentrar, está também a promoção do turismo - que entrou em crise por causa de ataques terroristas e da violência sectária - focalizado não apenas nas pirâmides e resorts no Mar Vermelho, mas também nas peregrinações ao longo do "Caminho da Sagrada Família" a rota para os lugares que de acordo com as tradições antigas viram a passagem de José, Maria e do menino Jesus durante seu exílio na terra do Egito.
A ideia foi relançada na última terça-feira, 20 de setembro, nos Estados Unidos, durante a Conferência Econômica de New Jersey, organizada pela Associação Copta Americana. Da reunião, juntamente com muitos representantes da diáspora copta nos EUA, participaram também 24 membros do Parlamento egípcio, que asseguraram seu compromisso político e institucional para facilitar a aplicação concreta do "Projeto Sagrada Família" e fazer do Egito uma meta de peregrinação a ser proposta especialmente aos cristãos ao redor do mundo. Segundo os promotores da iniciativa, o desenvolvimento turístico do "Caminho da Sagrada Família" poderia aumentar a presença anual de turistas no Egito em pelo menos um milhão de pessoas, com peregrinações concentradas especialmente na época do Natal.
O apelo para promover itinerários que sigam o caminho realizado pela Sagrada Família durante o seu exílio no Egito reaparece periodicamente nas iniciativas destinadas a ampliar o setor do turismo da economia egípcia. Já há dois anos (veja Fides 2014/10/21) foi identificado o caminho ideal da peregrinação nas pegadas da Sagrada Família no Egito, que deve começar a partir da cidade de Al-Arish, no norte do Sinai, dirigindo-se ao delta e Wadi Natrun, e chegar a Assiut e ao Mosteiro da Virgem Maria, conhecido como o Mosteiro de Al-Muharraq. (GV) (Agência Fides 23/9/2016).


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network