ÁFRICA/RD CONGO - Retorna a calma em Kinshasa; é incerto o número de vítimas dos confrontos dos últimos dias

Quinta, 22 Setembro 2016 política  

Kinshasa (Agência Fides) - A calma retornou a Kinshasa, capital da República Democrática do Congo, depois dos confrontos dos últimos dias entre a polícia e manifestantes (veja Fides 21/09/2016), com um número provisório oficial de 32 mortos e uma centena de feridos. De acordo com o principal partido da oposição, a União para a Democracia e o Progresso Social (UDPS), o balanço seria muito mais grave, com uma centena de mortos.
"A circulação voltou ao normal, enquanto lojas e escritórios foram reabertos" informam fontes locais da Fides.
Em 19 de setembro, "Le Rassemblement," um grupo de partidos de oposição que apoiam o candidato Etienne Tshisekedi, líder da UDPS, convidou seus apoiadores a tomar as ruas para "lembrar ao Presidente Joseph Kabila do aviso de despejo" três meses após o fim do seu segundo mandato, em 20 de dezembro. A data das eleições presidenciais ainda não foi definida, embora a Constituição preveja que o Chefe de Estado deva ser eleito no prazo de 90 dias a contar do fim do mandato.
O Conselho de Segurança da ONU pediu calma e sublinhou "a importância crucial" da eleição presidencial realizada "em conformidade com a Constituição". (L. M.) (Agência Fides 22/9/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network