AMÉRICA/CHILE - Bispo de Aysen condena o sistema econômico do Chile: aposentadorias de fome e pescadores sem trabalho

Quinta, 22 Setembro 2016 pobreza   política   bispos  
Luigi Infanti della Mora, O.S.M. Vigário Apostóli

Luigi Infanti della Mora, O.S.M. Vigário Apostólico de Aysen

Aysen (Agência Fides) - O atual sistema econômico do Chile “produz fábricas de pobreza”, sublinhou, em 18 de setembro, Dom Luigi Infanti della Mora, O.S.M, Vigário Apostólico de Aysen, após a celebração do Te Deum pelos 206 anos de independência do Chile.
Na circunstância, Dom Infanti dela Mora recordou a história dolorosa e problemática da população, sempre comprometida com a realização de um país melhor, sublinhando que a situação atual não é a ideal: "Vivemos num sistema que aprova leis que favorecem 1.700 pessoas que ganham mais de um bilhão de pesos por mês, condenando muitos idosos a uma aposentadoria miserável depois de uma vida de trabalho e sacrifício, tornando a velhice sinônimo de empobrecimento".
"Vivemos num sistema que condena as crianças e os jovens de nossas escolas, e os doentes em nossos hospitais a comerem atum e peixe cavala em latas que vêm de rios poluídos, trazidos de milhares de quilômetros com transportes caros e poluidores, enquanto, no Chile, em particular na Patagônia, há peixe fresco saudável e abundante de várias espécies, em nossos mares e rios. Desta maneira muitos pescadores e suas famílias são privados de um trabalho digno". (CE) (Agência Fides, 22/09/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network