AMÉRICA/EQUADOR - “A difusão das drogas entre os jovens é um grande desafio”, diz o Vigário apostólico de Napo

Quinta, 15 Setembro 2016 bispos   animação missionária   desenvolvimento   jovens  

Dom Pasqualotto, Vigário Apostólico de Napo

Roma (Agência Fides) – “O grave problema das drogas, difundidas entre os jovens, se tornou um grande desafio”, destaca Dom Adelio Pasqualotto, C.S.I., Vigário Apostólico de Napo, no Equador, em Roma para o Seminário de Estudos para Bispos recém-nomeados em territórios de missão, promovido pela Congregação para a Evangelização dos Povos (veja Fides 2/9/2016).
“O Vicariato apostólico se situa na região central do Equador, com uma parte nos Andes e outra na floresta”, explica à Fides Dom Pasqualotto, “uma situação geográfica inserida no caminho para a Colômbia, de onde chega também o comércio das drogas, muitas drogas”.
“É quase impensável que em uma área tão distante e por muitos anos tranquila, vivamos hoje esta preocupação social do grave problema das drogas entre os jovens, muito jovens – prossegue o Bispo. Vemos o pequeno tráfico, diante das escolas, à espera dos menores. Nós, como Igreja, fazemos todo o possível; nossa pastoral se centra na catequese e na preparação aos sacramentos, mas falta controle por parte da polícia. Praticamente não existe. Eis porque se tornou um desafio: devemos preparar os jovens para proteger os jovens”.
Com cerca de vinte paróquias e menos de 30 sacerdotes, o Vicariato cobre uma superfície de 24.600 km2. A população, cerca de 140 mil habitantes, em maioria vive na pobreza e sofre pela situação econômica geral. “O último terremoto que nos atingiu gerou muitos danos no litoral do Equador, e deixou sinais em todo o país. Na costa, deixou destruição e miséria, e de para nós, por exemplo, demonstrou que as pessoas pobres são solidárias e ajuda seus irmãos”, conclui o Bispo.
(CE) (Agência Fides, 15/09/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network