ÁFRICA/ZÂMBIA - A Corte Constitucional rejeita o recurso do candidato derrotado nas eleições presidenciais

Segunda, 5 Setembro 2016 eleições  

Lusaka, a capital da Zâmbia

Lusaka (Agência Fides) - A Corte Constitucional da Zâmbia rejeitou o recurso apresentado por Hakainde Hichilema, o candidato derrotado nas eleições presidenciais pelo atual Presidente, Edgar Lungu, abrindo o caminho para a sua posse. Segundo a Constituição, o candidato perdedor pode apresentar recurso em casos suspeitos de que tenha ocorrido fraude nas eleições.
Embora a Corte tivesse concedido em 2 de setembro uma prorrogação da audiência, para permitir que Hichilema apresentasse novos documentos, hoje a Corte sentenciou que o procedimento judiciário se concluiu no próprio dia 2 de setembro, de acordo com a previsão constitucional segundo a qual a Corte Constitucional tem 14 dias de tempo para emitir a própria sentença a partir da data de apresentação do recurso.
As eleições foram caracterizadas por tensões, ligadas também à difícil situação econômica do país, enquanto as principais confissões cristãs denunciaram a censura da mídia independente (veja Fides 1/9/2016). (L.M) (Agência Fides 5/9/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network