AMÉRICA/BOLÍVIA - Missionário entre os jovens alcoólatras na floresta amazônica

Segunda, 5 Setembro 2016 missionários   pobreza  

APG23

La Paz (Agência Fides) – Giovanni Forasacco tinha 54 anos quando deixou a Itália para ser missionário na Bolívia. Fazia parte da Comunidade Papa João XXIII, fundada por pe. Oreste Benzi, e amadureceu o desejo de ir morar em plena floresta Amazônica, na região de Alto Beni, junto com um grupo de alcoólatras para acompanhá-los na recuperação. Como informa a nota recebida pela Fides, estas são pessoas sem esperança. Cuja única possibilidade de sobreviver é isolar-se na floresta. Junto a elas, cultivam bananas, café, arroz e anuncia a palavra de Jesus traduzindo seu “Pão Cotidiano”, o bimestral com a palavra de Deus de cada dia e as meditações de pe. Benzi. Mas sobretudo os escuta, os sustenta, e ainda mais, compreende suas misérias.
Na floresta, as condições de vida são extremamente difíceis: calor e umidade, insetos que atormentam todo o dia e pobreza extrema. Nenhum outro missionário conseguiu ficar ali por muito, enquanto Giovanni doa todas as suas energias aos homens destruídos pelo álcool e pelas dificuldades. Com a ajuda de doações da Itália e dos projetos da União Europeia, construiu um novo hangar aonde o grupo pode viver com mais dignidade. Em maio deste ano, retornou à Itália para arrecadar novas verbas e prosseguir as obras, mas no dia 29 de agosto morreu repentinamente, enquanto estava trabalhando em sua amada terra, aos 63 anos. Deixou dito que gostaria de ser enterrado na capela daquela pequena comunidade de pessoas feridas, ao lado de um jovem hóspede falecido há alguns anos. (SL) (Agência Fides 5/9/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network