ÁFRICA/QUÊNIA - Ministro da Educação aos educadores católicos: “Juntos para combater a radicalização dos estudantes”

Sábado, 20 Agosto 2016 escolarização  

Nairóbi (Agência Fides) - “O governo está trabalhando com as organizações religiosas para formar reitores que combatam a radicalização nas escolas”, afirmou o Ministro da Educação do Quênia, Fred O. Matiang’i, na conferência dos Reitores de escolas católicas realizada na Catholic University of Eastern Africa (CUEA). O governo de Nairóbi respondeu assim às preocupações expressas pelos Bispos e educadores católicos pelas desordens, greves estudantis, incêndios e devastações em escolas que têm preocupado professores, alunos e pais nos últimos meses, como denunciado na conferência (veja Fides 19/8/2016).
O Ministro revelou ainda que “está trabalhando para um novo esquema que permita ao governo de destinar capelães de igrejas principais às escolas de ensino secundário a partir do próximo ano fiscal”.
Matiang’i destacou que a reforma educativa não terá como objetivo um curriculum baseado no conhecimento, mas fundado em valores e na habilidade de colocar em prática as noções adquiridas.
Prevê-se também uma melhoria profissional do pessoal não-docente, para incrementar o profissionalismo geral em todas as escolas de ensino secundário.
Enfim, o Ministro pediu ajuda aos reitores das escolas católicas para colocar em prática a reorganização dos exames e combater as fraudes de alunos na intenção de superá-los. No ano passado, 5 mil estudantes foram reprovados por tentar fraudar os exames. (L.M.) (Agência Fides 20/8/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network