AMÉRICA/PARAGUAI - “Se ainda existe fome, ainda existe pobreza extrema”: Dom Medina denuncia a situação dos camponeses

Sexta, 12 Agosto 2016 fome   indígenas   justiça   bispos  

Dom Melanio Medina

Misiones (Agência Fides) – O Bispo da diocese de San Juan Bautista de las Misiones (Paraguai), Dom Mario Melanio Medina convidou o ministro da Agricoltura, Juan C. Baruja, a percorrer as localidades de Misiones e Ñeembucú e constatar “a miséria nos campos e periferias”.
Disse que existe fome e os camponeses sobrevivem graças aos “omeletes, porque quase não se come carne”. “Vamos aos campos, e não nos escritórios, para ver o que se come e o que as famílias de camponeses comem”, disse o bispo, respondendo ao ministro que por meio da imprensa havia desafiado os bispos a viajarem pelo país e ver a presença do Estado nos campos.
“Admito que a macroeconomia pode ir bem, mas as pessoas têm sempre mais fome”, disse Dom Medina na nota enviada à Fides.
"Alguns políticos também disseram que no Paraguai é preciso superar a fome. E se existe fome, significa que o país ainda está atolado na pobreza extrema”, concluiu o bispo.
(CE) (Agência Fides, 12/08/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network