ÁFRICA/QUÊNIA - Os Bispos preocupados com as escolas incendiadas pelos estudantes

Segunda, 1 Agosto 2016 bispos   violência  

Nairóbi (Agência Fides)- Tem alguém que está incitando os estudantes quenianos a incendiar as escolas? Foi o que se perguntou Dom Maurice Muhatia Makumba, Bispo de Nakuru e Presidente da Comissão para a Educação e Educação Religiosa da Conferência Episcopal do Quênia.
“Devemos encontrar uma forma de isolar os autores destes atos e evitar consequências para a comunidade por causa das ações de poucos elementos”, disse Dom Muhatia, fazendo um apelo aos funcionários da escola, para que os atos de alguns não caiam sobre a maioria dos estudantes inocentes.
Segundo o Bispo, a motivação que adota para os incêndios nas escolas as novas regras disciplinares introduzidas para enfrentar a crescente indisciplina e as atividades criminosas nas escolas, não é a causa principal, e evocou uma “terceira mão” que incitaria alguns estudantes a destruir os estabelecimentos de ensino.
Dom Muhatia fez um apelo aos quenianos para que reflitam sobre a situação moral da nação e se unam para incutir nas novas gerações o respeito e a importância do bem comum.
Segundo informações enviadas à Agência Fides, no Quênia nos últimos dois meses mais de 120 entre escolas e dormitórios escolares foram incendiados. A maioria desses episódios ocorreu na parte ocidental do país. (L.M.) (Agência Fides 1/8/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network