AMÉRICA/COSTA RICA - Costa Rica acolhe temporariamente os refugiados da América Central

Quarta, 27 Julho 2016 refugiados   direitos humanos   áreas de crise   violência  

Refugiados centro-americanos

San José (Agência Fides) – A Costa Rica, a Agência das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) e a Organização Internacional para as Migrações (OIM) anunciaram ontem um acordo segundo o qual esta nação acolherá temporariamente um certo número de refugiados da região centro-americana como país não envolvido diretamente. O anúncio foi feito durante uma coletiva de imprensa no Palácio Presidencial pelo Ministro da Presidência, Sergio Alfaro, pelo representante do ACNUR no país, Carlos Maldonado, e pelo chefe da missão local da OIM, Roeland De Wilde.
"Este acordo se aplica aos cidadãos dos países da região que são considerados em perigo e pediram o status de refugiado num terceiro país, que não seja a Costa Rica", disse Alfaro, segundo a nota enviada a Fides. Essas pessoas foram precedentemente indicadas pelo ACNUR como candidatas para ser acolhidas aqui, disse Alfaro, e precisou que a Costa Rica abrirá as portas somente a essas pessoas, que terão um visto humanitário temporário.
O representante do ACNUR na Costa Rica expressou o orgulho e a honra de assinar este acordo de cooperação, e descreveu a Costa Rica como parceira de referência para a proteção dos refugiados com programas-modelo neste setor. O acordo não inclui os migrantes estrangeiros irregulares presentes na Costa Rica, mas é essencialmente dirigido aos cidadãos dos países do chamado Triângulo do Norte: Guatemala, Honduras e El Salvador. Esses refugiados permanecerão no máximo seis meses na Costa Rica e não serão mais do que 200 pessoas, acolhidas principalmente em casas-família.
(CE) (Agência Fides, 27/07/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network