EUROPA/REINO UNIDO - Aumenta a colaboração entre Caritas Westminster e Jewish Volunteering Network (JVN)

Segunda, 25 Julho 2016 refugiados   caritas   voluntariado  

jvn.org.uk

Londres (Agência Fides) – A colaboração crescente entre voluntários cristãos da Caritas e judeus do Jewish Volunteering Network (JVN, Rede de Voluntariado Judaico) representa um modelo capaz de abrir novos caminhos para a ação comum no campo das emergências humanitárias, até o ponto de se tornar um instrumento eficaz para a difusão de uma cultura do encontro e do serviço ao bem comum. Estão certos disso John Coleby, Diretor da Caritas Westminster, e Leonie Lewis, Diretora do JVN, organismo que reúne as organizações de voluntariado judaico atuantes no Reino Unido, que atua em rede com realidades semelhantes de outros países.
Nos dias passados, em um pronunciamento publicado pela mídia israelense, Coleby e Lewis delinearam as potencialidades de colaboração inter-religiosa no âmbito de atividades caritativas, recordando que o encontro e a compartilha de experiências e ajuda entre as duas realidades se iniciou concretamente há seis meses, com as ações promovidas pela Caritas Westminster e a JVN em favor dos refugiados que se encontravam em Calais. Naquela ocasião, resultaram evidentes as possíveis sinergias entre os dois organismos, a partir da possibilidade de aprender, um do outro, nas intervenções para enfrentar emergências humanitárias.
O voluntariado inter-religioso – observam Coleby e Lewis – pode enfrentar e solucionar situações complexas. Os responsáveis dos dois organismos ressaltam a pertença à comum tradição judaico-cristã como fonte de inspiração para um compromisso comum de judeus e cristãos no campo das obras assistenciais e caritativas, marcadas pela gratuidade. Tal colaboração, expandindo progressivamente seus programas comuns, pode se tornar também um instrumento útil para reduzir discriminações e sectarismos religiosos. Os responsáveis esperam que no futuro a colaboração possa envolver também análogas realidades do voluntariado atuantes entre comunidades muçulmanas. (GV) (Agência Fides 25/7/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network