AMÉRICA/MÉXICO - Ser indígena significa discriminação, marginalização e pobreza?

Segunda, 25 Julho 2016 discriminação  

geya garcia

Cidade do México (Agência Fides) - A principal desvantagem de ser indígena no México é a discriminação, juntamente com a marginalização, a pobreza, a exclusão e o analfabetismo. Foi o que emergiu dos dados da Pesquisa Nacional Indígena elaborada pela Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM), enviados à Agência Fides. A maior parte das pessoas reconhece que os indígenas se encontram em condições de vida piores do que os outros, mas de acordo com 21% dos entrevistados, a principal vantagem de ser indígena é constituída por suas tradições, pela riqueza dessa diversidade de línguas e derivações linguísticas.
É também muito grande o preconceito de muitos mexicanos em empregar pessoas indígenas, assim como há o lugar comum de que os índios são preguiçosos, passivos e indiferentes, contribuindo deste modo a uma visão estereotipada de ver o mundo deles. Na realidade, destaca o estudo, nem todos os índios moram nas zonas rurais nem são pobres ou vivem em lugares remotos. (AP) (25/7/2016 Agência Fides)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network