ÁFRICA/ANGOLA - Assembleia do SECAM: investe-se muito pouco nos meios de comunicação para evangelizar a África

Sábado, 23 Julho 2016 conferências episcopais   mídia   família  

Canaa

Luanda (Agência Fides) - "A Igreja deve estar absolutamente mais presente nos meios de comunicação digitais de maneira deliberada e consciente." Foi o que sublinhou o Bispo da Diocese de Oyo, na Nigéria, Dom Emmanuel Badejo, coordenador do workshop intitulado "A influência dos meios de comunicação modernos e das novas ideologias sobre a família na África de hoje" no âmbito da 17ª Assembleia Plenária do SECAM/SCEAM, em andamento, em Luanda (veja Fides 20/7/2016).
O Bispo convidou a refletir sobre o fato de que "bilhões de pessoas hoje se dirigem às mídias sociais como fonte de informação, mas se investe muito pouco nos meios de comunicação para a evangelização na África". De acordo com notícias transmitidas pela agência africana Canaã, enviadas à Fides, o Bispo de Oyo, em seguida, exortou os pastores da Igreja na África a "criar novos apóstolos", envolvendo "os próprios jovens que são nativos do mundo digital e confiando-lhes os valores do Evangelho".
Referindo-se em particular ao tema da Assembleia "A família na África, ontem, hoje e amanhã: à luz do Evangelho", o Bispo de Oyo sublinhou a necessidade urgente de educar as famílias para o uso dos meios de comunicação e, especialmente, informá-las "sobre os benefícios e perigos dos novos meios de comunicação", porque "os pais que não estão familiarizados com o funcionamento da internet são mais propensos a ignorar os perigos", e "isso é especialmente verdadeiro na África".
A nível de dioceses e paróquias, portanto, é necessário promover sessões de formação sobre os meios de comunicação modernos, guiados por especialistas, para pais e filhos. Também os bispos, sacerdotes e religiosos têm de se familiarizar com os meios de comunicação a fim de serem capazes de fornecer respostas documentadas às perguntas das pessoas. Infelizmente, nota-se um uso negativo dos meios digitais modernos em algumas situações. No entanto, observou Dom Badejo que guia a Comissão Episcopal Pan-africana para as Comunicações Sociais (CEPAS), a Igreja deve "continuar sendo convicta de que os benefícios das novas mídias superam muito os seus deméritos, e também no que diz respeito às possibilidades pastorais e o compromisso espiritual". (SL) (Agência Fides 23/07/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network