AMÉRICA/COLÔMBIA - Provável acordo para acabar com a greve dos caminhoneiros, que dura 45 dias

Sexta, 22 Julho 2016 direitos humanos   cooperação   igrejas locais  

Greve dos caminhoneiros

Duitama (Agência Fides) – Um apelo ao governo e aos transportadores para alcançar um acordo que permita acabar com a greve dos caminhoneiros, que há um mês e meio prejudica o país, foi lançado por Dom Misael Vacca Ramirez, Bispo de Duitama-Sogamoso. O Bispo exorta a "deixar de lado o radicalismo e, portanto, chegar uma solução justa, mas sobretudo de modo urgente", porque esta situação levou à escassez de bens de primeira necessidade e criou graves situações de confrontos em algumas regiões colombianas. Dom Vacca Ramirez, na nota enviada a Fides, destaca que “o radicalismo impede o diálogo pelo bem da Colômbia", e deplora os atos de violência que se verificaram no departamento de Boyaca poucos dias atrás.
O apelo do Bispo foi divulgado quando parece que está se alcançando o acordo definitivo entre os dois lados. A greve geral (sindicato geral dos transportadores) foi convocada para pedir facilitações para os caminhoneiros quanto ao preço do combustível, pedágio e impostos sobre a propriedade do veículo. A duração da greve, 45 dias, causou graves prejuízos a empresas privadas e à distribuição do governo. Além disso, em algumas regiões faltam combustível, matéria-prima para as fábricas e até mesmo o trabalho na construção está parado devido à falta de material. A tudo isso se acrescenta o confronto entre a polícia e manifestantes, que chegaram a Bogotá para uma marcha não autorizada.
(CE) (Agência Fides, 22/07/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network