ÁFRICA/SUDÃO DO SUL - Continua a trégua em Juba, mas em Wau são assinalados confrontos

Quinta, 14 Julho 2016 grupos armados   política  

Juba (Agência Fides) - Em Juba, capital do Sudão do Sul, prosseguem as operações de evacuação dos estrangeiros, depois que três dias atrás cessaram os combates entre as forças do Presidente Salva Kiir (SPLA, Sudan People's Liberation Army) e as leais ao Primeiro Vice-Presidente Riek Machar (SPLA-IO, Sudan People's Liberation Army In Opposition). Uganda enviou um contingente militar fortemente armado para proteger a evacuação dos mais de 3 mil ugandenses que residem em Juba.
As forças do SPLA-IO abandonaram suas bases, aos pés do monte Jebel, aonde estavam deslocadas, como concordado nos acordos de paz. Agora, os homens de Machar estão dispersos na área entre o monte Jebel e a estrada de Yei, enquanto as tropas do SPLA organizam posições defensivas ao longo das estradas de Yei e Gudele.
O SPLA-IO denunciou que as forças do SPLA retomaram os combates em diversas partes da região de Wau, que há tempos é palco de duros atritos (veja Fides 30/6/2016). Um porta-voz da formação de Machar afirmou que os soldados do SPLA violaram a ordem de cessar-fogo emitida pelo Presidente Kiir (veja Fides 12/7/2016).
Entretanto, o Dinka Council of Elders dirigiu um apelo aos dois Ministros do SPLA-IO de etnia Dinka para unirem-se ao campo do Presidente Kiir, que também é Dinka. Machar é Nuer, mas em seu campo conta com alguns Dinka e membros de outras etnias. Esta medida repropõe a dimensão étnica do conflito político existente no Sudão do Sul. O Dinka Council of Elders não é um órgão representativo dos “sábios” Dinka, mas um grupo político que apoia o Presidente. (L.M.) (Agência Fides 14/7/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network